h1

Algumas Curiosidades do Angels and Shadows

27 de agosto de 2009

Menahem - White Heavy Metal Band

1– O gutural no final da música Pain com as palavras: NO, NO, NOOOO… Foi feito por Dolão Marc irmão de Lucas e Murilo, Dolão na época era vocalista de uma banda de New Metal cristã da cidade de Uberlândia onde reside a sede da Menahem.

2– A parte vocal da música Escape foi gravada no dia 31 de Dezembro de 2007 faltando poucas horas para o Reveion, confesso que nem curti a festa daquele dia de tão pregado… rsrs.. Haviamos passado o dia anterior todo gravando tambem os vocais da música Ocean Of Tears e finalizamos gravando a Escape.

3– O video da música Angels and Shadows tem uma edição no solo de Lucas Marc onde se escurece a imagem por um tempo minimo porq havia uma nota a mais gravada em estudio após a gravação do Video Clip, como Lucas que é um exímio guitarrista e bastante exigente não havia gostado de uma parte do solo onde ele interpretou uma nota a mais na gravação apenas depois fomos dar conta na hora de editar o Video Clip q está no youtube, Saulo Nunes teve a ideia genial de dar um blackout ínfimo no tempo da nota a mais executada na gravação e creio que foi um detalhe tão bem feito que jamais fora percebido até hoje.

4– O compudar do qual estavamos gravando estragou com todas as musicas dentro! Passamos horas tentando recuperar as musicas que ja tinham sido na sua maioria gravada 90% do instrumental e 75% do vocal! O pai de Jessé Aires que é técnico em informática após muito lutar conseguiu recuperar os arquivos, porem algumas linhas de teclado se perderam como por ex os Moogs da música Freedom Guilherme teve de regravar.

5– A frase mais engraçada que ouvi no periodo de gravação foi: Eu acho que eu tenho quase certeza. rsrs

6– Uma vez correu um boato na sertaneja cidade de Uberlândia de que a Menahem havia recrutado um vocalista alemão pra banda… rsrs… ? rsrs…

Continue Lendo..

7- O lançamento do Angels and Shadows.

O show de lançamento rendeu uma repercução muito grande na cidade de Uberlândia a meu ver teria de ser num recinto secular para que chegasse mais no público metal, porem a banda optou por fazer na Igreja Shalom onde a maior parte dos membros congregava, confesso que a estrutura da Igreja era impecável o Lugar tem capacidade pra umas 5 mil pessoas tranquilo! Nós enchemos os lugares de cartazes (eu não fui entregar os cartazes, tava frio e serenando.. rsrs.. se eu gripasse tava perdido pras gravações… rsrs…). Os cartazes eram lindos todos em colchê e colorido, uma qualidade e tanto, mais os flyes com a mesma qualidade e os ingressos impressos tambem da mesma forma! Foi uma estrutura enorme!

Os gastos foram realmente muito altos, e no dia choveu bastante, mesmo assim tivemos mais de 1000 pessoas no local pra ouvir apenas a banda Menahem que tocou 14 músicas, as 12 do CD e dois bis das musicas Trip Beyond the Mind e Angels and Shadows.

Ps: Cantei resfriado e no dia do show acordei com dor de garganta, posso salientar que nunca mais tive dores de garganta até hoje desde o dia que acordei pra aquele show, realmente hoje vejo que o mal não queria que tocassemos! Mas Deus foi exaltado, o show foi maravilhoso! Glorias ao Senhor!!!

Outra curiosidade tecnológica foi na parte vocal, foi recomendado pelo musico Heleno Vale da Soulspell na época o uso de Antares Auto-Tune pois segundo ele somente esse programa para que nós pudessemos na parte vocal estar no mesmo nível dos grandes da cena metal nos dias de hoje pois todos indistintamente estariam usando segundo Vale. O problema foi em como manipular o software, não tinhamos experiencia nenhuma com o modo manual e então optamos por gravar mesmo as vozes até aproximar ao máximo da afinação desejada, existem pequenos pontos que não conta com uma afinação 100% a meu ver, porem é um som verdadeiro e muito elogiado na interpretação vocal (obrigado a todos pelo carinho e palavras de incentivo, animo e elogio ao Angels and Shadows). Eu acho que foi bem melhor tomar esse caminho, e quero seguir por ele em relação aos próximos trabalhos, a vida está na parte humana da interpretação, o rock/metal atual tem robotizado muito as interpretações vocais por conta dos afinadores de voz, ainda sou conservador quanto a interpretação real que dá a individualidade ao cantor.

One comment

  1. daeeeeeeeee salve salve

    registrando visita



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: